quinta-feira, 28 de outubro de 2010

Peça Teatral- Drogas As Tentativas

O trabalho de prevenção às drogas na escola é muito importante para a formação dos nossos alunos. A peça teatral é uma maneira de atingir o público alvo sem causar constrangimento, além de atingir um número satisfatório de pessoas assistindo e que, posteriormente poderão divulgar o que viram.
A droga é um dos maiores problemas enfrentados por pessoas de todas as idades. É um problema que além de destruir fisicamente e mentalmente quem as usa, destrói também as famílias e gera violência, prostituição e também gastos com saúde pública e privada.
Três crianças ou adolescentes apresentam no palco uma peça com objetivo de prevenção contra as drogas.

Personagens

(Três adolescentes: droga, cigarro e bebida alcoólica. Dono da casa; Eduardo um menino pobre)

Época presente
Lugar da cena (sala da casa)


CENA 1
Jovem I (droga chega batendo na porta bem forte com um pacotinho na mão)

JOVEM 1: Toc... toc... toc...

(Eduardo de dentro da sala vai caminhando até a porta)

EDUARDO: _Quem bate?
JOVEM 1: _Sou eu a droga!

EDUARDO: _Droga? Pra que droga?
EDUARDO: _Não! Vá embora!
EDUARDO: _Não quero te conhecer muito menos experimentar!

JOVEM 1: _ Abra só um pouquinho!
Sou eu que vou cruzar seu caminho
Causo câncer, deixo o cara fraquinho!

CENA II

(Logo chega o jovem 2 com um cigarro na boca e outro na orelha e vai bater na porta, mas antes dá um toque na mão da droga, que sai de cena gingando o corpo).

JOVEM 2: Toc... Toc... Toc...
EDUARDO _Quem bate?
JOVEM 2 _Sou eu o cigarro!

EDUARDO: _Cigarro? Pra que cigarro?
EDUARDO:_Você não é bem fedido! Além de ruim; é claro!
(jovem 2 bem nervoso e esmurrando a porta)
JOVEM 2 _Abraaa! Preciso destruir seus dentes!
_Cegar você até ter que usar lentes.
_Secar e destruir seu bom coração,
_Totalmente!
( jovem dois abaixa a cabeça e sai de fininho)
EDUARDO: _Nunca, acha que sou louco! Vá embora para sempre!
CENA III
(Jovem 3, a bebida alcoólica chega com uma garrafa na mão toda esfarrapada e bêbada e bate na porta)
JOVEM 3 - Toc... toc ... toc...
EDUARDO: _Quem bate?
JOVEM 3: _Sou a bebida alcoólica!

EDUARDO: _Bebida alcoólica?
_Pra que bebida alcoólica?
_Não! Vá embora! Prefiro dizer estou fora!

JOVEM 3: _Abra! Preciso ver você caído nas ruas, sem nenhum abrigo.
Sujo, esfarrapado e sem saída!

EDUARDO: _Pode cair fora! Sou forte
_Tenho sorte. Já tenho prazer!
_Sei o que fazer pra ficar longe de você!

_Na minha vida feliz prefiro rezar, estudar,
ler, comer, dançar, ir ao cinema e ver TV.
_Sou forte podem crer!

(A bebida alcoólica saiu cambaleando e vai embora resmungando e Eduardo dá um suspiro bem profundo e cai na cadeira aliviado)
EDUARDO _ Imagine só se vou abrir as portas de minha vida para essas três tentações!
Resistirei sempre! (abre a palma da mão e mostra para o público)

3 comentários: